COBERTURA – CACHOEIRA DOC

MOSTRA COMPETITIVA

0-14

Por Melissa Silsame

A festa dos cães/Mais do que eu possa me Reconhecer

A segunda sessão da mostra competitiva nos levou diretamente ao banco de memórias pessoais dos filmes A festa e os cães, de Leonardo Mouramateus, e Mais Do Que Eu Possa Me Reconhecer, de Allan Ribeiro. Ambos se utilizando principalmente da câmera no papel de “fiel companheira” para mostrar a documentação de uma vida, dos cachorros, das festas, dos quadros, dos filmes e da música. Principalmente da música. Como não se colocar no lugar de alguém que entra no quarto da irmã escondido e lê todo seu diário, vendo como funciona sua mente e suas farras pela rua, seus porres, como se sente estando ouvindo sua música favorita? Da mesma forma convivemos em Mais Do Que Eu Possa Me Reconhecer, de Allan Ribeiro, com o universo sem borda e sem fim de um senhor de idade, que parece ter aprendido que fazer filmes faz bem pra alma, imortalizando várias imagens de seu cotidiano em seus vídeos caseiros. Seus filmes se mesclam com o longa em si, tornando o personagem-filme inteiramente ligado a obra final. Deixando-se levar pela música clássica e se perdendo nesse lar tão rico onde a imagem e a relação de filmar e fotografar estão imersas na contação de história, memória e sentimentos de uma vida intensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *