CAFÉ COM CANELA – DOCE SABOR DA VIDA

Por Jean Walker

O filme Café com Canela (2017), de Ary Rosa e Glenda Nicácio, nos traz, além de uma sutileza técnica na mise-en-scène tanto na atuação dos personagens quanto na cenografia e na fotografia da obra, a visão reflexiva sobre a vivência no recôncavo baiano. Um filme-escola, que dialoga perfeitamente com as comunidades cachoeiranas, sãofelistas e muritibanas por sua aproximação com as mesmas, tendo em vista que a obra foi produzida e realizada nessas três localidades, pois essa obra não é mais um filme feito para o público individualista e elitista da nata da intelectualidade ególatra soteropolitana, apesar de um Easter egg presente na fala de um personagem.

A obra trata do drama de duas mulheres que convivem com a ausência de seus saudosos entes querido de diferentes formas, trazendo uma grande carga dramática em cada um dos dois plotes. O que mais impressiona nessa obra é a qualidade técnica como foram efetuadas as cenas, exigindo todo um cuidadoso trabalho na cenografia, na direção de atores, no figurino e na fotografia das cenas internas e externas. Percebe-se todo um grande cuidado com cada elemento que compõe o contexto da obra.

Café com Canela pode ser interpretado também como um filme-família, pois qualquer ser humano, de qualquer faixa etária, pode assisti-lo sem medo de restrições pois não nesse filme nenhum elemento vulgar como, por exemplo, o uso desnecessário da nudez explícita, sexismo e palavras de baixo calão. Aqui há apenas o uso dos elementos que compõem as divindades dos Orixás e o bom e velho pitoresco linguajar baiano presente na vida do cidadão comum ou na vida daqueles que, porventura, apenas vivem no recôncavo da Bahia.

Em geral, Café com Canela é não só uma grande homenagem ao Recôncavo da Bahia, mas também uma pura e singela homenagem a dois saudosos amigos e colegas do curso de Cinema & Audiovisual da UFRB, Emerson Dias e Henrique Roza. Por fim, eis um filme feito com o doce sabor da vida. Quem o viu ou quem ainda o verá, provou e provará.

One thought on “CAFÉ COM CANELA – DOCE SABOR DA VIDA

  1. Veronica Carneiro

    Torço pelo sucesso deste filme. Jovens diretores despontando no mercado nacional. tenho certeza que ouviremos falar muito destes profissionais. Parabens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *